Espiritualidade

Brasília: um planalto, antes de tudo, espiritual

A capital do Brasil é uma cidade mística, sem dúvida. A história da construção de Brasília, com sua arquitetura e monumentos, não interessa apenas a arqueólogos, geógrafos e historiadores. A própria posição cósmico-energética da cidade desperta a atenção de estudiosos das ciências da Alma em todo o mundo.

Conjunto Ecumênico do Templo da Boa Vontade, formado pelo ParlaMundi da LBV, prédio administrativo e o Templo da Paz. Está localizado na Quadra 915 Sul, em Brasília, DF.

André Luiz de Abreu

Inaugurada em 21 de abril de 1960, pelo então Presidente da República, Juscelino Kubitschek (1902-1976), Brasília é considerada uma concretização profética de Dom Bosco (1815-1888), o famoso Taumaturgo de Turim (Itália), que, em 30 de agosto de 1883, teve um sonho: “Entre os paralelos de 15o e 20o havia uma depressão bastante larga e comprida, partindo de um ponto onde se formava um lago. Então, repetidamente, uma voz assim falou: ‘… quando vierem escavar as minas ocultas, no meio destas montanhas, surgirá aqui a terra prometida, vertendo leite e mel. Será uma riqueza inconcebível…’”. A Ermida Dom Bosco, às margens do lago Paranoá, é a gratidão, materializada pela cidade, ao seu nobre anunciador.

 

Um Templo de Paz

A história reservara outro dia 21 para marcar a vocação metafísica de Brasília. Em homenagem aos dez anos do retorno do Proclamador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, Alziro Zarur (1914-1979), à Pátria da Verdade, José de Paiva Netto planeja e inaugura, em 21 de outubro de 1989, o Templo da Boa Vontade (TBV). Espaço universalista, o Templo da Paz, como também é conhecido, traz uma bandeira doutrinária de integração terrena entre todas as etnias e crenças (Ecumenismo Irrestrito) e outra que convida à convivência harmoniosa entre os seres da Terra e aqueles que habitam o Céu, a Humanidade de Cima Superior (Ecumenismo Total). Conforme destacou o sensitivo norte-americano James Van Praagh, ao participar do Larry King Live, famoso talk show dos EUA: “O Templo da Boa Vontade, da LBV, celebra o Ecumenismo Irrestrito entre os povos e promove o que há de melhor dentro das pessoas, purificando-as”.

Com o advento da Pirâmide das Almas Benditas, Pirâmide dos Espíritos Luminosos, Brasília passou a ser conhecida também como a capital do Ecumenismo.

 

Monumentos mundiais

Brasília e o TBV são construções que trazem em si características que as aproximam. Além da bela geometria das suas formas, da história peculiar de seus ambientes, um fato salta aos olhos: o tempo recorde de construção.

Os prognósticos de prazo e disponibilidade de recursos para viabilizar a nova capital da república não eram nem um pouco favoráveis a Juscelino, como também não o era a Paiva Netto, que ergueu a Pirâmide de Sete Faces. As duas obras foram realizadas em tempo curto, com o auxílio do povo que, literalmente, pôs a mão na massa.

Os registros históricos apontam colaboradores de todos os locais do Brasil para a empreitada da nova cidade do Planalto Central, principalmente vindos do Nordeste. Gente forte, trabalhadora, que com pás e enxadas deu forma aos traços arquitetônicos de Lúcio Costa (1902-1998) e Oscar Niemeyer (1907-2012). Outros foram pioneiros em iniciar atividades no local, como o gaúcho Remy Flores Toscano (1914-2003), amigo e médico pessoal de JK, o primeiro radioamador na cidade.

Com o Templo da Paz não foi diferente. Em gesto de agradecimento, Paiva Netto convidou os operários que trabalharam na edificação do monumento a fazer parte do primeiro grupo a ingressar na Pirâmide no dia de sua inauguração. O mesmo tipo de consideração pelos colaboradores teve Juscelino que, conforme os relatos da época, tinha o hábito de visitar as obras e abraçar individualmente os operários durante a empreitada.

É comum a quem vai a Brasília fazer uma visita ao TBV. Os números da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer do Distrito Federal (Setul-DF) evidenciam essa relação entre as duas arrojadas construções: segundo dados oficiais, o Templo da Boa Vontade é o local mais visitado da capital do país, recebendo mais de 1 milhão de peregrinos por ano. Em 2008, em uma pesquisa de âmbito internacional, o TBV foi eleito pelo povo uma das Sete Maravilhas de Brasília.

 

Conexão Egípcia

Dos assuntos de natureza mística e espiritual que sobrepairam a capital brasileira, nenhum é tão comentado quanto a semelhança desta com a cidade de Akhetaton, antiga capital do Egito, construída há mais de 3.500 anos pelo Faraó Akhenaton, esposo da bela Nefertiti.

Duas metrópoles erguidas com objetivo de serem capitais dos seus países, de formatos arquitetônicos com asas e levantadas em menos de quatro anos. São apenas alguns dos paralelos apontados por pesquisadores, a exemplo da egiptóloga Iara Kern e do professor Ernani Figueiras Pimentel, que juntos aprofundaram o tema na obra Brasília Secreta — Enigma do antigo Egito.

Em 20 de outubro de 1995, Paiva Netto inaugurou a Sala Egípcia do Templo da Boa Vontade, espaço dedicado à meditação, a preces e também à contemplação da cultura daquela antiga civilização, que tanto avanço trouxe ao planeta Terra. O frontispício do local foi escolhido pelo construtor do TBV para expor uma máxima, de sua autoria, que também é o grande brado do Templo da Paz à Humanidade: “Os mortos não morrem”. Essa realidade foi ressaltada pela saudosa Sarah Kubitschek (1909-1996) quando da inauguração do quadro com foto de seu marido, Juscelino, que Paiva Netto fez colocar em um dos ambientes do Templo: “(…) Estou sentindo que Juscelino está aqui presente em Espírito e emocionado”.

Tal como na visão de Dom Bosco, que Brasília seja, realmente, o exemplo de um lugar que todos esperam para o mundo, a Terra Prometida. E que o Templo da Religião do Terceiro Milênio solidifique a vivência da nova Era do Ser Humano-Espiritual*3. Paiva Netto, em sua inspirada composição Ave, Maria! (Dedicada ao povo do Distrito Federal), poetiza: “Brasília é o grande alvorecer/ Ó Mãe Santíssima/ O sol que ilumina o amanhã,/ Porque o Amor de Jesus será a Lei/ Que todos os povos aprenderão viver.

 

____________________

*1 André Luiz de Abreu, do Rio de Janeiro, RJ, é coordenador editorial e estudioso dos temas da Espiritualidade.

*2 Maior construção piramidal do século 20 — Título dado ao Templo da Boa Vontade pelo jornal Diário de Notícias, de Lisboa, Portugal.

*3 Era do Ser Humano-Espiritual — De acordo com Paiva Netto, refere-se ao tempo em que o ser humano estará “(…) verticalizado no Amor, na Verdade, no Trabalho, na Caridade, no Ecumenismo e na Justiça de Deus, estatutos divinos que Jesus veio pregar e exemplificar neste plano material e nas esferas espirituais mais próximas à crosta terrestre (Sagradas Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, vol. 1, p. 195). Leia mais sobre o assunto no capítulo “Quanto à Abrangência do TBV”, constante do segundo volume dessa coleção de livros, p. 277. Adquira pelo telefone: 0300 10 07 940 (custo de ligação local mais impostos).

 

Ecumenismo

Espiritualidade

Evangelho-Apocalipse

Revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!

Av. Marechal Floriano, 114 • Centro • Rio de Janeiro/RJ20080-002

(21) 2216-7851

jesusestachegando@boavontade.com

Pesquisar