Notícias

Há 22 anos era lançado o Oratório O Mistério de Deus Revelado

Acesse nosso conteúdo exclusivo grátis

Saiba mais
Coral Ecumênico Boa Vontade, em 2000, interpretando “O Novo Mandamento de Jesus”, movimento final do Oratório O Mistério de Deus Revelado, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York, EUA. (Foto Adrianan Jason)

Orquestra Sinfônica de Sófia e Coro Filarmônico Nacional “Svetoslav Obretenov”, da Bulgária, interpretam o Oratório O Mistério de Deus Revelado sob a regência do maestro Ricardo Averbach, em 1999. (Foto Arquivo BV)

Neste ano de 2021, o Oratório O Mistério de Deus Revelado, uma das obras mais aplaudidas do compositor Paiva Netto, completa 22 anos. O título nasceu de uma proposta do Espírito Villa-Lobos (1887-1959), em Portugal, por intermédio do sensitivo Legionário Chico Periotto, em 6 de maio de 1992. O famoso músico sugeriu inicialmente “O Mistério de Deus”, ao que Paiva Netto acrescentou “Revelado”. 

O lançamento da bela obra musical ocorreu em 27 de fevereiro de 1999, durante o 18o Congresso do Amor Universal, realizado pela Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo na capital fluminense. O Oratório O Mistério de Deus Revelado apresenta partes destinadas a coro, e, substituindo os tradicionais recitativos, o compositor Paiva Netto usou narrativas de passagens do Evangelho-Apocalipse de Jesus e do Antigo Testamento da Bíblia Sagrada, que se alternam com o canto.

Ainda em 1999, o Oratório foi gravado na Bulgária, com interpretação da Orquestra Sinfônica de Sófia e do Coro Filarmônico Nacional “Svetoslav Obretenov”, com solos de Nina Marinkova (soprano), Sonia Tsoneva (contralto) e Svilen Rajtchev (barítono), sob a regência do maestro Ricardo Averbach e com o arranjo do maestro legionário Vanderlei Pereira. Na obra, Paiva Netto grafou a dedicatória: “Modesta homenagem ao grande Heitor Villa-Lobos e a todos os gênios que com a arte vêm iluminando a vida dos povos”.

Na visão do autor, não bastava apresentar O Mistério, era preciso fazê-lo revelar-se, abrir-se ao entendimento dos povos. Conforme sugere o título, o ápice do Oratório é a descoberta do segredo de Deus que, como esclarece Paiva Netto, foi revelado por Jesus em Seu Novo Mandamento: “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo Amor uns pelos outros” (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35). 

A obra para coro e orquestra foi gravada em seis idiomas (alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e português). Sua versão em português ultrapassou a expressiva marca de 550 mil cópias vendidas, conquistando Disco de Platina Duplo. 

O movimento final da composição de Paiva Netto, intitulado O Novo Mandamento de Jesus, foi interpretado em 5 de abril de 2000 na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York, EUA, pelo Coral Ecumênico Boa Vontade, primeiro coro brasileiro a apresentar-se na ONU. O grupo, formado por cem vozes, emocionou milhares de pessoas reunidas no Trusteeship Council (Conselho de Tutela) da organização internacional, e foi aplaudido de pé pelo público presente.

Em 2006, teve sua primeira audição mundial em inglês na Convent Avenue Baptist Church, em Nova York, EUA, no Concerto da Semana Santa, sob a regência do maestro e pastor Gregory Hopkins e com a participação do The Sanctuary Choir, composto por afro-americanos.

 

ADQUIRA O ORATÓRIO O MISTÉRIO DE DEUS REVELADO

Compre seu CD pelo site do Clube Cultura de Paz ou ligue 0300 10 07 940 (custo de ligação local mais impostos). A emocionante obra musical de Paiva Netto também está disponível no aplicativo Boa Vontade Play, no YouTube e no Spotify. Acesse já! 

ENTRE PARA O NOSSO CLUBE DE ASSINATURA

Edição atual de JESUS ESTÁ CHEGANDO!

Livros do escritor Paiva Netto

Brindes especiais: souvenirs para seu dia a dia

Livros infantis

Frete grátis para todo o Brasil