Editorial

O privilégio de Servir a Jesus

Fraterna pregação de Paiva Netto em 2 de julho de 2016, na capital paulista, ao comandar a sessão solene de encerramento do 41° Fórum Internacional do Jovem Ecumênico da Boa Vontade de Deus, quando celebrou 60 anos de trabalho na Seara do Novo Mandamento do Cristo.

Estou aqui para festejar com vocês 60 anos de integração na Seara da Boa Vontade de Deus. Eu mesmo me impressiono: 60 anos!

A história, todos já a conhecem. Foi registrada pela Academia Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, no documentário*1 que preparou sobre minha labuta na LBV.

Aprendi nessas décadas de Vida Legionária que ninguém faz nada sozinho. No meu 60o aniversário de atividades nesta Obra — que luta ininterruptamente “por um Brasil melhor e por uma Humanidade mais feliz”*2 —, compartilho de igual modo essa marca com todos os que, com suas preces e seu apoio às nossas iniciativas, formam a imensa Família Legionária da Boa Vontade de Deus.

Confiar em Jesus, o Mestre da Vida

Neste tempo que tenho com vocês, gostaria de pedir que guardem em seus corações e em suas mentes aquele trecho do Evangelho em que o Cristo de Deus caminha sobre as águas e convida Pedro a ir até Ele. O Príncipe dos Apóstolos, convicto, se atira ao mar e se dirige a Jesus. No entanto, em determinado momento, sente medo de afundar. Mas o Divino Amigo estende Sua mão para salvá-lo e o levanta das ondas. De início, a grande lição é esta: confiemos sempre em Jesus, não apenas agora, porém por toda a Eternidade, e não haverá borrasca que nos faça ir a pique.

Antes de ler essa passagem maravilhosa e raciocinar a respeito dela, elevemos o pensamento ao Pai Celestial, principalmente vocês que compõem a nova geração que surge na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo. Vamos nos concentrar e saudar os nossos Amigos Espirituais, que estão permanentemente conosco. Cada um agora vai invocar o seu Anjo Guardião e suplicar o amparo de nosso Excelso Protetor, que é Jesus.

E saibam que muitos de vocês são Anjos da Guarda reencarnados. Portanto, honrem as suas missões. Não se distraiam pelo caminho, tampouco se percam em assuntos secundários, que apenas desviam o foco e fazem desperdiçar tempo. Cada instante em nossas vidas é valioso. Se não cumprirmos bem nossas Agendas Espirituais, nossa consciência nos cobrará por não termos aproveitado essa oportunidade ímpar, concedida pelo Mestre da Vida. Advertiu o Pedagogo Celeste:

Àquele a quem mais foi dado, mais lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão. Jesus (Lucas, 12:48)

Precisamos nos unir à Humanidade de Cima a serviço de Deus, afinar nossa intuição em torno dessa belíssima narrativa bíblica, que estudaremos agora.

O Cristo, aludindo ao Livro dos Salmos, 82:6, enunciou:

Não está escrito na vossa lei: “Eu disse: sois deuses”? Jesus (João, 10:34)

Ao crermos nisso, Jesus nos desperta para nosso ilimitado potencial de realizar o Bem, derramando sobre nós a Competência Divina:

12 Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que Eu faço e as fará maiores do que estas, porque Eu vou para junto de meu Pai [e vós permanecereis na Terra].

13 E tudo quanto pedirdes em meu nome, Eu o farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.

14 Se pedirdes alguma coisa em meu nome, Eu a concederei.

15 Se me amais, guardareis os meus mandamentos.

Jesus (João, 14:12 a 15)

 

E jamais nos esqueçamos de que o Rei dos reis prometeu retornar. Está na sequência desse mesmo capítulo 14, anotado por João, no versículo 18:

Não vos deixarei órfãos, Eu voltarei a vós.

Muitos estão preocupados com o destino das nações. Então, deveriam estar atentos ao que o Supremo Governante do planeta Terra nos quer ensinar sobre os rumos das nossas vidas. Pois não podemos esquecer que há Homem ao leme: Jesus!

Jesus caminha sobre as águas

Evangelho, segundo Mateus, 14:22 a 33; Marcos, 6:45 a 52; e João, 6:15 a 21. Texto unificado por Wantuil de Freitas (1895-1974).

  Logo após compelir Seus discípulos a que embarcassem e Lhe tomassem a dianteira para a outra margem [do Mar da Galileia], rumo a Betsaida, enquanto Ele próprio despedia a multidão, Jesus subiu ao monte para orar. Ao anoitecer, a barca já se achava no meio do mar, a uns vinte e cinco a trinta estádios, e Ele, sozinho, em terra. Vendo-os embaraçados enquanto procuravam remar, porque o vento lhes era contrário, ao surgir a madrugada foi Jesus ter com eles, andando sobre as águas e fazendo menção de passar-lhes adiante. Quando O avistaram a andar sobre o mar, assustaram-se e exclamaram: “— É um fantasma!” — e de medo gritaram. Jesus, porém, imediatamente lhes falou: “— Tende ânimo, sou Eu; não temais!”.

Disse-Lhe, então, Pedro: “— Se és Tu, Senhor, ordena que eu vá por cima das águas até onde estás”. Ele respondeu: “— Vem”. E Pedro, descendo da barca, andou sobre as águas em direção a Jesus. Quando, porém, sentiu o vento, teve medo e, começando a submergir, gritou: “— Salva-me, Senhor!”. No mesmo instante, Jesus, estendendo-lhe a mão, segurou-o e disse-lhe: “— Por que duvidaste, homem de pequena fé?”.

Entrando ambos na barca, cessou o vento. Eles se encheram de admiração, porque, corações ainda endurecidos, não haviam mesmo compreendido o fato dos pães e dos peixes. Os que estavam na barca se prosternaram diante Dele, dizendo: “— Jesus, Senhor, verdadeiramente és o Filho de Deus!”.

Vencer as procelas com Jesus

A grande lição, já lhes disse, é não temer caminhar até Jesus, mesmo em meio às maiores tempestades. Ao confiarmos no Salvador dos Povos, Ele nos habilita a enfrentar qualquer procela e seguir adiante. Com Jesus, jamais afundaremos, isto é, não seremos derrotados pelas turbulências da vida. Ele oferece o Seu Sublime apoio, anda sobre as águas, ou seja, sobrepaira às tormentas! E nós caminhamos com Ele. Em momento algum estaremos sozinhos.

Como cheguei até aqui, completando 60 anos de dedicação à causa do Novo Mandamento de Jesus? Por todo esse tempo, sempre confiei muito Nele. E confio para toda a Eternidade! Não há outra forma de avançar neste mundo que não seja com Fé Realizante no Divino Senhor de nossas Almas.

O que vocês sentiram nos seus corações com a leitura dessa passagem?

Todos: Paz! Confiança! Ousadia no Bem! Trabalho! Fé! Amor! Iniciativa! Coragem! Perseverança! União! Salvação! Amparo! Caridade! Segurança! Justiça! Concórdia! Conforto! Misericórdia! Generosidade!

Vocês mesmos fizeram agora a pregação do Evangelho, ao revelar tantas dádivas que perceberam! E não só isso: demonstraram como se aprende a dar prosseguimento aos passos, isto é, aos preceitos de Jesus na direção de se tornar magníficos chefes de família, amigos leais, excelentes administradores, verdadeiros políticos, cientistas amantes da vida e do progresso sem destruição, médicos misericordiosos, artistas que enlevam a Alma das gentes, esportistas promotores da Paz.

Política de Deus: para o ser espiritual-humano

Em 1990, quando estava pregando a série radiofônica “O Apocalipse de Jesus para os Simples de Coração”, muitas vezes o fiz onde estava instalada a antiga cantina da sede da LBV. E por que comecei a analisar o Último Livro da Bíblia Sagrada, em Espírito e Verdade, à luz do Novo Mandamento, justamente numa cantina, em que as pessoas, em geral, frequentam para se alimentar e algumas até se dispersam em conversas sem importância? Porque é preciso mudar esse pensamento e deixar de ver dificuldades na propagação das lições divinas.

Isso é exercitar a Política de Deus, a Política para o Espírito Imortal do indivíduo, que é a essência que sustenta a criatura de pé. No dia em que o Brasil descobrir que o governo da Terra começa no Céu, será o “Coração do Mundo e Pátria do Evangelho-Apocalipse”*3. E levar esse esclarecimento espiritual a todo o planeta é a missão de vocês, Juventude Legionária de todas as idades.

Ah, mas isso é tão difícil, tão demorado…

E daí? Servir a Jesus não é sacrifício! É privilégio! Portanto, somos privilegiados ao contribuir para o cumprimento desse supremo desiderato.

Faz-se necessário esclarecer que a LBV é apolítica e apartidária, porque, se assim não fosse, ela não poderia pregar a Política de Deus, que nasce da nossa Alma e do nosso sentimento sublimado. Estamos num ambiente repleto da Política Divina, que eleva nossas ações socioespirituais para a integração perfeita com o próprio Deus, com o Cristo, com Maria Santíssima, Mãe de Jesus e Mãe Universal da Caridade Completa, e com o Espírito Santo.

*****

ADENDO I

Desce à Terra a Cultura da Sabedoria Espiritual

Durante uma de minhas fraternas palestras da referida série “O Apocalipse de Jesus para os Simples de Coração”, feita de improviso em 3 de julho de 1991, na cidade do Rio de Janeiro/RJ, afirmei que a Política de Deus é o Evangelho-Apocalipse de Jesus; são as Leis Divinas que devemos garimpar e trabalhar para que suas luzes se derramem sobre todos os setores da sociedade. Já declarei que Política não é somente aquela exercida por quem está no poder. Vocês, minhas Irmãs e meus Irmãos, também são políticos, mesmo sem pertencer a qualquer partido. Não falo aqui de política partidária, mas da espiritual. O que importa é que sejam Políticos do Bem.

Recordo-me de que, em 1982, num discurso que proferi ao receber o Título de Cidadão Nilopolitano, na cidade de Nilópolis/RJ, Brasil, na presença do ilustre senador Artur da Távola (1936-2008) e do consagrado ator Mário Lago (1911-2002), esclareci: Quando você se levanta, bota o pé no chão… e fala com a sua mulher, com o filho, com seu pai, com sua mãe, com um parente ou uma pessoa amiga que está na sua casa, o que está fazendo, senão Política? Ela é também a simples arte de viver. E esperamos que, com o banho lustral do Evangelho e os alertamentos do Apocalipse, seja a arte do existir com correção, perfeitamente. Viver bem sem prejudicar a ninguém!

A Política de Deus traz ao mundo a Cultura da Sabedoria Espiritual. Não mantenha a cabeça fechada para a Espiritualidade Ecumênica. É imperioso quebrar o limite humano das coisas. Abra a sua mente para as libertadoras dimensões do Espírito. Livre-se, portanto, de qualquer cativeiro. Disse o Cristo:

Conhecereis a Verdade [de Deus], e a Verdade [de Deus] vos libertará (Evangelho, segundo João, 8:32).

Esta é a verdadeira cultura:

Buscai primeiramente o Reino de Deus e Sua Justiça, e todas as coisas materiais vos serão acrescentadas (Evangelho, conforme as anotações de Mateus, 6:33).

Portanto, buscai primeiramente a Cultura de Deus, a Política de Deus, a Ciência de Deus, a Filosofia de Deus, a Arte de Deus, a Economia de Deus, e assim por diante, que só podem ser encontradas na Sabedoria Divina, que desce do Criador para as Suas criaturas. E estamos falando do Deus que é Amor (Primeira Epístola de João, 4:8). Jamais nos curvaremos a um deus antropomórfico, cheio de imperfeições, absurdamente criado à imagem e semelhança dos homens.

Entremos na sintonia do Deus Divino — entoado pelo Irmão Zarur em seu poema com esse título*4 —, e a Sua competência nos iluminará. Essa Cultura de Deus, a Cultura da Sabedoria Espiritual, que a Política Divina está trazendo à Humanidade, faz nascer um novo ser humano: o ser humano vertical, o ser espiritual-humano. Entretanto, é forçoso que os que brilham no exercício do pensamento criativo não se contentem apenas em tangenciar esse novo saber; contudo, que cheguem ao cerne da questão, que é o espiritual.

O ser humano, enquanto carne, não poderá alcançar a definição de qualquer coisa que lhe melhore a vida se o Espírito for menosprezado. Daí a Política de Deus, direcionada não somente para as carências humanas materiais, mas, sobretudo, para os valores inafastáveis da Eternidade.

Antes de estarmos corpo, somos Espírito! E a compreensão dessa realidade, além da área respeitável, todavia restrita, do saber humano-religioso, é uma revolução espiritual de todos os conceitos terrestres até agora mais avançados, seja pelos prismas sociológico, político, econômico, artístico, esportivo, filosófico, científico etc.

Esquecer o significado do Espírito para a sociedade mundial é o mesmo que querer construir uma casa a partir do telhado.

 *****

O Divino Conteúdo Jesus

Jovens de Boa Vontade, se posso deixar alguma coisa para vocês, é o meu exemplo de obstinação no Bem. Dei continuidade ao que o Irmão Zarur iniciou, com muita coragem. Defender o Ecumenismo, a Caridade Completa, as Religiões Irmanadas, a Fraternidade Real, entre tantas outras propostas pragmáticas pioneiras, exige muita bravura do Espírito Legionário da Boa Vontade Divina.

Até hoje, por exemplo, o sentido abrangente que o Ecumenismo possui não foi totalmente compreendido. Muitos ainda o restringem ao campo religioso. Mas Zarur expandiu o Ecumenismo, para abarcar todas as Almas, quando criou os termos “Ecumenismo Irrestrito” e “Ecumenismo Total”. E eu tive a grata satisfação de desenvolver e ampliar esses conceitos, propondo o “Ecumenismo dos Corações” e o “Ecumenismo Divino”*5, que propagamos a todo momento, pois acreditamos nesse caminho para o progresso solidário dos povos.

Vocês estão dispostos a arregaçar as mangas e dar continuidade a esse Divino Conteúdo Jesus?!

 Todos: Sim!

Onde encontrar Jesus?

Aqui está um avô de 75 anos de idade, sempre pronto a arregaçar as mangas, porque, se o assunto é Jesus, estamos sempre dispostos! Sem jamais jogar a toalha! E isso tudo é assunto Dele. 

Hoje estou aqui, amanhã poderei estar do Outro Lado da Vida, mas me coloco incansavelmente de prontidão se o assunto é Jesus. Vocês já imaginaram que o Divino Mestre está prestando atenção em nós nesta reunião? Ele mesmo garantiu:

 — Onde houver dois ou mais reunidos em meu nome, aí estarei no meio deles. Jesus (Mateus, 18:20)

Onde está, então, o Excelso Pegureiro? Aqui, a começar pelo coração da gente!

O Novo Pentecostes

Por isso, as teses de vanguarda da Doutrina Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo devem percorrer o planeta. Elas são o instrumento do Novo Pentecostes, que é propagar os Misericordiosos Ensinamentos de Jesus.

*****

ADENDO II

Pentecostes e tribunal da vida

Explicitei, durante a série radiofônica “Atos dos Apóstolos de Jesus”, em 8 de março de 2002, diretamente de Glorinha/RS para o mundo, que o fenômeno do Pentecostes não ocorreu apenas naquele dia narrado no capítulo 2o desse livro bíblico. Ele se repete pela Eternidade. Foi Jesus quem afirmou, em Seu Evangelho, consoante Marcos, 13:11:

Quando, pois, vos levarem e entregarem perante os tribunais, não vos preocupeis com o que havereis de dizer, mas aquilo que vos for concedido naquela hora, isso falai; porque não sois vós os que falais, porque o Espírito Santo falará por vós.

Entretanto, alguns podem se questionar:

Mas, então, tenho que ser levado ao tribunal para testemunhar Jesus, para receber as línguas de fogo?

Não! O tribunal é a vida diária. A todo momento estamos sendo julgados, não somente pelos outros, mas por nossa própria consciência.

O que foi o Dia de Pentecostes, senão a descida do Espírito Santo? Quer dizer, pela Generosidade Divina, o Espírito Santo está sempre ao dispor daqueles que se integram no pensamento de Deus, do Cristo e que atuam por intermédio dele. Se “o Espírito Santo falará por vós”, então, o governo da Terra, que começa no Céu, também vos guiará por intermédio da Trindade do Bem.

Notem que a descida do Pentecostes nos revela que ele tem origem no Alto e generosamente baixará em nossas cabeças se nos fizermos merecedores de sua abençoada influência. Da mesma maneira, Jesus vem sobre as nuvens (Apocalipse, 1:7), indicando Sua Magnífica Gênese em Deus. Contudo, esse “Alto” não diz respeito unicamente ao topo físico, ao qual devemos direcionar nossos olhos materiais. Simboliza também vir dos mais elevados sentimentos que temos dentro de nós, posto que somos o “Templo do Deus Vivo” (Primeira Epístola de Paulo aos Coríntios, 3:16).

Isso torna mais fácil a compreensão do que revela o Cristo:

Tudo é possível àquele que crê (Evangelho, segundo Marcos, 9:23).

E entenderemos melhor esta assertiva do sempre lembrado Dr. Osmar Carvalho e Silva (1912-1975), Legionário da Boa Vontade:

O nosso trabalho depende da dedicação de vocês, mas o sucesso de vocês depende do nosso apoio [isto é, o amparo dos Espíritos].

Por isso, o Irmão Zarur repetia, tantas vezes, esta sua lição:

O segredo do governo dos povos é unir a Humanidade de baixo à Humanidade de Cima.

Como colaborar para essa união?! Façamos prece! Para que existem a oração, a reza, a meditação? Para estabelecer esse intercâmbio espiritual permanente. Somos todos ricos da Fortuna de Deus e também poderosos no Poder de Deus. Todos nós conseguiremos sempre promover verdadeiros milagres por intermédio do Milagre de Deus. No entanto, é necessário que tenhamos Fé Realizante, mesmo que ela seja do tamanho de um grão de mostarda, como ensinou o Cristo (Boa Nova, segundo Mateus, 17:20). A semente é pequenininha, mas, com o passar do tempo, se transforma em uma enorme árvore. Depende de nós.

A cada um [será dado] de acordo com as suas próprias obras. Jesus (Mateus, 16:27)

*****

Comunicação 100% Jesus

Tudo precisa partir do Divino Conteúdo Jesus. Devemos sempre meditar quanto ao nosso papel neste mundo e fazer esta reflexão íntima: se não propagarmos as lições do Mestre dos mestres em toda a Sua amplitude, o que estaremos realizando? E lembremo-nos de que viemos entronizar no planeta o Mandamento Novo Libertário de Jesus — “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos” (Evangelho, segundo João, 13:34 e 35). Esse é o nosso diferencial.

Para difundir essa Ordem Suprema, criamos e desenvolvemos, por exemplo, a Super Rede Boa Vontade de Comunicação, a fim de que o seu conteúdo sirva ao sagrado propósito de ser 100% Jesus. Não somos fanáticos; porém, o Cristo Ecumênico, o Excelso Estadista, é a nossa referência de Paz para a melhoria de todos os campos do saber e para o crescimento espiritual, moral e ético dos cidadãos do planeta, educando-os com Espiritualidade Ecumênica. Nossa tarefa é justamente dessectarizá-Lo para que Sua fraterna mensagem não seja motivo de rancores, de guerras, de cólera e muito menos de separações odiosas. Urge dar um basta ao insensato reducionismo feito em torno da figura universal de Jesus. Já declarei, há muito tempo, que Ele é, acima de tudo, uma generosa e atualíssima ideia em marcha, que merece ser estudada e vivida por todas as Almas antissectárias, libertas de preconceitos e tabus.

*****

ADENDO III

Comunicar o Bem por todos os meios e modos

Aproveito a oportunidade para apresentar esclarecedoras palavras do nobre Espírito Irmão Dr. Bezerra de Menezes a respeito do papel fundamental da Comunicação 100% Jesus, proferidas durante Reunião do Centro Espiritual Universalista (CEU) da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo em 6 de agosto de 2016. A íntegra da mensagem está na seção Voltamos!, a partir da página 38 desta revista.

Não se deve perder a oportunidade da comunicação, comunicação firmada nas Leis de Jesus, importância maior do encurtamento dos problemas do mundo. (…) Continuemos a pregar o Bem. Nossos Irmãos que administram as Casas de Deus e os que prestigiam as Instituições da Boa Vontade Divina devem comunicar o Bem, ao máximo, por todos os meios e modos, e não abdicar de nenhum meio de comunicação. Quanto mais fizermos, quanto mais gerarmos fontes de luz, mais alento levaremos aos povos. (…) Não percam a chance de comunicar, pelo rádio, pela televisão, pela internet, pelos livros tão necessários, por todas as formas que Jesus nos dá. Devemos semear, fazer a nossa parte. Não abrir mão de comunicação alguma. É o recado aos nossos Irmãos administradores.

*****

Aplacar a tempestade

Há pouco, vimos Pedro Apóstolo caminhar sobre as águas com Fé em Jesus. Titubeou um pouco, e o Cristo estendeu a mão a ele, não permitindo que afundasse. Temos que aprender essa lição.

Agora, farei a leitura de meu artigo “Aplacar a tempestade”*6, no qual comento essa famosa passagem evangélica, porque quem se dispõe a realizar um trabalho como este que desenvolvemos nas Instituições da Boa Vontade de Deus muitas tempestades haverá de suplantar, vencer. Vejam o meu modesto exemplo, comemorando hoje 60 anos de integração neste Sublime Ideal Crístico! Vamos ao texto, acrescido de alguns comentários de improviso:

Diante das mais variadas situações, em que a dor e o sofrimento chegam, muitas vezes sem avisar, é imprescindível o gesto solidário das criaturas em prestar socorro material e espiritual ao próximo. E, ao lado desse apoio imediato (porque Jesus está aqui*7), é preciso alimentar a força da esperança e da Fé Realizante, que levam o ser humano a se manter sob a proteção do Pai Celestial e o estimulam a arregaçar as mangas e concretizar suas mais justas súplicas.

Nos desafios da existência, recordemos sempre a palavra de conforto e ânimo renovados de Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, constante de Seu Evangelho, segundo Mateus, 8:23 a 27; Marcos, 4:35 a 41; e Lucas, 8:22 a 25. A seguir, o texto da Boa Nova unificado por Wantuil de Freitas:

Aconteceu que, num daqueles dias, Jesus tomou uma barca, acompanhado pelos Seus discípulos; e eis que se levantou no mar tão grande tempestade de vento que as ondas cobriam a barca, enquanto Jesus dormia na popa, sobre um travesseiro.

(Poderia parecer a alguém, numa leitura apressada — visto que “Jesus dormia”, conforme narra o Evangelho —, que os discípulos estavam abandonados por Ele, em meio a uma tempestade, num barquinho minúsculo.)

Os discípulos O acordaram aos brados, dizendo: “Salva-nos, Senhor, nós vamos morrer!”. E Jesus lhes respondeu: “Por que temeis, homens de pequena fé?”. Então, erguendo-se, repreendeu os ventos e o mar; e se fez grande bonança. Aterrados e cheios de admiração, os discípulos diziam uns aos outros: “Afinal, quem é Este, que até o vento e o mar Lhe obedecem?”.

Enfrentar e vencer as tormentas

O que tem sido a trajetória humana, para muitos, a não ser o atravessar de procelas, que devemos vencer, não fugindo de nenhuma sequer?

(Olhem o compromisso que todos vocês assumiram com Jesus. Alguns exclamam:

Mas eu já estou com muita idade!

E daí?! Disse e repito: Jovem é aquele que não perdeu o ideal no Bem. Ademais, aí está o benefício da Lei Universal das Vidas Sucessivas. Podemos voltar e dar continuidade às nossas tarefas.)

 

Vejamos o exemplo na própria náutica*8. Quando há uma tempestade com vagalhões, o comandante embica a proa do navio na direção das vagas (quer dizer, a coloca de frente para as ondas) se ele, surpreendido pela tormenta, não pôde fugir dela. Não vira para o outro lado, não dá às vagas os seus costados. Senão, o barco corre o grave risco de adernar e até submergir. Assim cada um de nós tem de ser: enfrentar as tormentas do cotidiano com o potente navio que o Excelso Navegador nos oferece, que é o nosso corpo, conduzido pelo Espírito, mesmo quando enfermo. Encarar a tempestade e vencê-la, derrubadas as ilusões da vida. Porque aí é possível sonhar com um mundo melhor. Iludirmo-nos é que não podemos. E, quando o temporal estiver mais forte, a ponto de pensarmos que soçobraremos — ou, o que é pior, acharmos que o Comandante Celeste está distraído, descansando —, tenhamos a certeza de que o Divino Timoneiro não dorme. Jesus sempre se encontra alerta, pronto a orientar a Sua tripulação, indicando-lhe novas viagens pelo planeta inteiro. Que cada um mostre a sua capacidade e perseverança!

— Por que temeis, homens de pequena fé?

Assimilemos quanto antes essa repreensão justa de nosso Mestre, pois, de qualquer forma, na hora certa, Ele vai erguer-se, repreender o mar e os ventos, e far-se-á paz nos corações.

Tudo neste mundo pode ficar fora do controle dos homens, mas nada escapa ao comando de Deus. Portanto, quanto mais perto de Jesus, mais longe dos problemas!

*****

O Parecer de Gamaliel

Diante disso, é importante recorrermos àquela pregação intitulada “O Parecer de Gamaliel”, que já tem mais de 50 anos, quando o saudoso Irmão Zarur exclama por que a LBV está de pé.

Por que está de pé mesmo?

Todos: Porque é de Deus!

Porque é de Deus! Então, vamos, uma vez mais, ouvir atentamente essas palavras, que emocionam os nossos Espíritos. Porque elas fortalecem quem tem Fé. E nós temos Fé Realizante. Estou há 60 anos testemunhando, na Divina LBV, a Fé Realizante, com o indispensável apoio de vocês.

É fundamental cultivar os atributos espirituais, zelando pelos profundos sentimentos que habitam as Almas. Não adianta ficar só bonito no corpo. Um dia, ele reage, e aí pode não ter jeito. É melhor preservar a simpatia, que é uma beleza que não desaparece nunca.

Vamos ao bendito brado do Proclamador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo:

Mas o grande ponto aqui deste capítulo 5 (dos Atos dos Apóstolos de Jesus), que hoje encerramos, é esse parecer de Gamaliel. Gamaliel, um fariseu sensato, que, vendo a fúria dos seus colegas que queriam condenar os cristãos, deu esta palavra espetacular: “Mas pra que tanta bobagem? Por que perseguis esses cristãos? Se a obra deles é de Deus, ficará de pé; se não é, cairá sozinha. Portanto, tende cuidado, porque, se eles estão a serviço de Deus, vós estareis combatendo o próprio Deus!”.

E é o que eu digo com relação à LBV. Muita gente que combate a LBV, quando passar para o Lado de Lá, vai ver que combateu o próprio Deus, porque esta Obra é de Deus, este Evangelho é de Deus, e quem viver verá!

Aliás, para quem tem olhos de ver, já, já, analisando esses anos de perseguições em todo o Brasil, contra uma Obra que não tem dinheiro fácil, nem do Estado, nem do Governo, tendo compromissos pesados a pagar, está de pé! Está de pé porque é de Deus! Está de pé porque Deus ampara a LBV!!!

Então, viva a LBV!

Viva o PBV!

Viva o Brasil!

E viva Jesus!

Estamos de pé porque somos de Deus!

Pai-Nosso

(A Oração Ecumênica de Jesus que se encontra no Seu Evangelho, segundo Mateus, 6:9 a 13.)

 E, com essa Convicção Legionária, vamos orar:

 Pai Nosso, que estais no Céu, santificado seja o Vosso Nome.

Venha a nós o Vosso Reino.

Seja feita a Vossa Vontade assim na Terra como no Céu.

O pão nosso de cada dia dai-nos hoje.

Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoarmos aos nossos ofensores.

Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal, porque Vosso é o Reino, e o Poder, e a Glória para sempre.

Amém!

 

Ó Jesus, cuja Misericórdia nos sustenta, gratíssimos pela oportunidade de nos reunir em Teu Santo Nome, pelo júbilo de termos essas Presenças Espirituais, à frente o nosso querido Dr. Bezerra de Menezes. Da mesma maneira que nos encontramos emocionados, eles igualmente estão.

Quanto mais perto de Ti, Jesus, mais longe dos problemas! Tu conheces todas as dificuldades que enfrentamos. Mas nós também sabemos nos valer de Tua Medicina, a Medicina Espiritual.

E agora, Senhor, cada um de nós aqui presente, de corpo e de Alma — e os que nos acompanham, via internet, televisão, rádio ou, ainda, pelas revistas e pelos livros —, agradece a Ti por mais esse ano de lutas e vitórias. E estamos sempre dispostos a servir-Te, porque é uma glória seguir os Teus planos. Nós fazemos os nossos planejamentos inspirados em Ti.

Abençoa, Divino Mestre, todos os que aqui se encontram. Uns vieram de tão longe, fisicamente, e estes Amigos Invisíveis que aqui estão, nossos Anjos da Guarda, tão discretos, tão humildes, todavia nunca desistindo das suas tarefas, dos seus compromissos, das suas Agendas Espirituais. Agora, Senhor, cada um de nós tem um pedido a Te fazer. Atende, Jesus, a este pedido.

Súplica a Jesus

Graças, Senhor! Dá-nos a Divina Paz que prometeste àqueles que vivem o Teu Novo Mandamento. Disseste e dizes no Teu Santo Evangelho:

Minha Paz vos deixo, minha Paz vos dou. Eu não vos dou a paz do mundo. Eu vos dou a Paz de Deus que o mundo não vos pode dar. Não se turbe o vosso coração nem se arreceie. Porque Eu estarei convosco, todos os dias, até o fim do mundo! (Evangelho, segundo João, 14:27 e 1; e Mateus, 28:20).

Glória a Deus nas Alturas e Paz na Terra aos Homens [e às Mulheres, aos Jovens, às Crianças, aos Espíritos, Almas Benditas] da Boa Vontade de Deus! (Evangelho, segundo Lucas, 2:14).

Recebamos todos neste instante o Amor do Cristo de Deus em nossas Almas!

Quem confia em Jesus não perde o seu tempo, porque Ele é o Grande Amigo que não abandona amigo no meio do caminho. Então, na hora de maior dor, lembremo-nos disso.

Quanto mais perto de Jesus, mais longe dos problemas!

Como exclamava o Irmão Zarur:

  Em qualquer circunstância, pensem logo em Jesus!

Vamos trabalhar, porque, conforme afirmava o Proclamador da Religião do Terceiro Milênio:

  O Brasil precisa, agora mais do que nunca, da união de todos os seus filhos.

E eu assim completei: em torno de Jesus! 

 

Deus Está Presente!

Viva Jesus em nossos corações para sempre!

 


*1 Paiva Netto refere-se ao documentário audiovisual feito pela Academia Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, acerca dos seus 60 anos nas lides da LBV, cujo conteúdo histórico também se encontra em edição especial da revista BOA VONTADE. Para a ocasião, ainda foi lançada a série “Teses de Vanguarda da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo”, em CD, DVD, e na revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!, edição 125, de julho de 2016, na qual o enfoque foi Caridade Completa — a Caridade Material e Espiritual.

*2 “Por um Brasil melhor e por uma Humanidade mais feliz” — Brado de Alziro Zarur (1914-1979), desde a fundação da LBV (Legião da Boa Vontade).

*3 “Coração do Mundo e Pátria do Evangelho-Apocalipse” — Referência ao título do livro de autoria do Irmão X, na psicografia de Chico Xavier (1910-2002), Brasil, Coração do Mundo e Pátria do Evangelho, cujo enfoque é o grande destino espiritual de nossa pátria.

*4 Poema do Deus Divino — Publicado originalmente na obra Poemas da Era Atômica, de Alziro Zarur, e transcrito por Paiva Netto em revistas e livros, entre os quais É Urgente Reeducar! e Jesus, o Profeta Divino.

*5 Os Quatro Pilares do Ecumenismo — Leia mais sobre o tema em Reflexões da Alma, de Paiva Netto, 167a edição, nas páginas 142 e 143.

*6 “Aplacar a tempestade” — Artigo de Paiva Netto, publicado em 2013 em centenas de jornais e de revistas e em milhares de sites no Brasil e no exterior.

*7 Disse Jesus: “Onde houver dois ou mais reunidos em meu nome, aí estarei no meio deles” (Evangelho, segundo Mateus, 18:20).

*8 Náutica — Segundo o Dicionário Houaiss da língua portuguesa, é a “arte e ciência de conduzir em segurança uma embarcação nos mares entre pontos determinados; navegação”.

Leitura exclusiva para assinantes.

Ecumenismo

Espiritualidade

Evangelho-Apocalipse

Revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!

Av. Marechal Floriano, 114 • Centro • Rio de Janeiro/RJ20080-002

(21) 2216-7851

jesusestachegando@boavontade.com

Pesquisar