Editorial

A Missão dos Setenta e a Lição do Lobo (V)

Prosseguindo com o nosso prazeroso peregrinar pelos ensinamentos do Divino Professor Jesus, constantes do Seu Evangelho, segundo Lucas, capítulo 10, versículos de 1 a 24, trago-lhes outro trecho da análise ecumênica que fiz de improviso, do referido texto bíblico, em 31 de dezembro de 2004, pela Super Rede Boa Vontade de Comunicação (Rádio, TV e pela Internet: www.boavontade.com).

Aproveito a oportunidade para registrar, mais uma vez, a minha satisfação ao notar que estes escritos, que venho publicando em capítulos, estão sendo estudados e debatidos pela Militância Jovem da Religião de Deus. Lembro porém que, para mim, Jovem é aquele que não perdeu o ideal. Eu mesmo, que no dia 29 de junho deste 2006 corrente completei meio século de modestos serviços prestados à Legião da Boa Vontade, sinto-me moço, com igual ímpeto de quando abracei, com apenas 15 anos de idade na reencarnação presente, os desígnios sagrados desta Obra de Deus na Terra.

 

Jesus não nos manda à derrota

O Mestre Sublime mandou o grupo dos Setenta à derrota? Não! Tanto que voltaram maravilhados com o que fizeram e viram. Assim é que temos de nos portar perante nossas realizações. Firmadas em quê?! No Cristo de Deus, que é a nossa estrutura, estratégia, tática, reflexão social, administrativa, de marketing, enfim, planejamento total. Ele próprio definiu:

 

— “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim” (Evangelho, segundo João, 14:6).

 

Não sejamos covardes

Reitero que procurem inspiração para a segurança da vida missionária de Vocês no capítulo 10 do Evangelho, segundo Lucas, em especial no versículo 3º, que justamente estamos destacando nesta palestra:

10:3 — Ide! Eis que Eu vos envio como cordeiros para o meio de lobos”.

 

Ao avisar-nos da gravidade de nossa luta neste mundo, o Amigo Celeste não o fez para que ficássemos apavorados, diminuídos em nosso valor de Seus discípulos. Do contrário não seria Jesus, que sempre labutou para fortalecer os Seus seguidores diante dos desafios íntimos e externos. Eis um alertamento sobre o qual tenho batido tanto nesses últimos anos: o Cristo não faz de nós um bando de covardes; quando nos adverte, é para que jamais sejamos assombrados pelos terrores que constantemente ameaçam este Planeta. Não foi sem motivo que o saudoso Alziro Zarur (1914-1979) profetizou há muitas décadas, referindo-se a estes tempos de transição apocalíptica:

 

— “Nenhum Legionário será apanhado de surpresa”.

 

Autoridade do Cristo e sucesso pessoal

Apercebam-se também da certeza do Cristo sobre a exalçada Autoridade que Lhe foi concedida por Deus — um Poder Superior que a Ciência um dia vai desvendar para o bem da Religião, porque ninguém pode temer a Verdade. Isso é exercer a Política de Deus, a política dos não-mentirosos. Significa portanto dizer que se Jesus nos manda agir de tal modo, assim devemos fazê-lo, pois Ele é o fiador de nosso sucesso, se realmente O respeitarmos.

 

Avalista infalível

 

“10:4 — Não leveis bolsa, e nem alforje, e nem sandálias; e a ninguém saudeis pelo caminho.”

 

Ora, o Ser que nos admoestou acerca do fato de que nos manda “como cordeiros para o meio de lobos”, igualmente, demonstra o poder de que dispõe sobre nós, quando, logo em seguida, no versículo 4, afiança que podemos ir em frente sem levar “bolsa, e nem alforje, e nem sandálias”, pois que Ele é o nosso avalista. Diante disso, repetimos: por que temer os “lobos” do mundo, desde que estejamos verdadeiramente integrados Nele, Jesus? Contudo, constatem que o Estratego Supremo, embora não pregue a covardia, aconselha-nos a sobriedade, a valermo-nos do momento propício, a competência para tomar decisões e suplantar dilemas.

 

Não abrigar ansiedades desnecessárias

Nas minhas prédicas na Mídia da Boa Vontade*1, explico que quando Ele determina: “Não leveis bolsa, e nem alforje, e nem sandálias”, significa afirmar: Não vos preocupeis em demasia com as coisas que vos parecem tão importantes, mas que são primárias perto da Luz que Eu quis trazer a Nicodemos, e ele, sendo príncipe entre os seus, não estava capacitado a entendê-la ainda. Entretanto, vós estais! Mantendo a sério o conhecimento espiritual de que fui emissário, nada vos faltará (…).

O que o Cristo Ecumênico ressalta, acima de tudo, é a necessidade da Fé imbatível no Pai, no Filho e no Espírito Santo; é que não nos devemos perturbar com as carências físicas, se perseverarmos na Seara Dele, porque Ele próprio ensinou que — se buscarmos em primeiro lugar o Reino de Deus e Sua Justiça, todos os assuntos materiais nos serão supridos (Evangelho de Jesus, segundo Mateus, 6:33). E completou na Boa Nova, consoante Lucas, 12:30:

 

— “O Pai sabe que precisais de todas essas coisas”.

 

A Messe do Criador

Esta é a Messe do Criador, a da realização feliz. Você não estará fazendo apenas para Você, todavia para a coletividade. Dessa maneira, acabará sendo beneficiado, pois terá agido solidariamente. E a Sociedade Solidária, Altruística, Ecumênica é para todos. Mas não se torne ambicioso, porque senão a sua trajetória será curta — nem que viva 100 anos. A consciência que é o grande tribunal, diariamente, lhe pedirá contas. Onde estará então a sua Paz?

Quanto ao valor das atitudes que favorecem a comunidade, René Descartes (1596-1650), o Pai do Racionalismo, vem ao encontro de nosso raciocínio, ao assegurar que:

 

“ — Não ser útil a ninguém equivale a nada valer”.

 

Não vos distraiais

“10:4 — (…) e a ninguém saudeis pelo caminho”.

 

Acaso Jesus está nos forçando a ser mal-educados ao ordenar que não saudemos ninguém enquanto seguimos para realizar o nosso trabalho? É claro que não! Ele está falando o seguinte: Não vos distraiais pelo caminho. É isso: não se esquecer da promessa solenemente feita a Ele, tarefa da qual depende a existência de muita gente. Costumo dizer que, nas Instituições da Boa Vontade (IBVs), valentia é assumir um compromisso e levá-lo honrosamente até o fim.

 

Paz para o Lar

“10:5 — Ao entrardes numa casa, dizei antes de tudo: Paz seja nesta casa!”.

 

O Pedagogo Excelso com clareza orienta-nos como precisamos agir ao ingressarmos num ambiente, pois antes de tudo assim devemos saudar os seus moradores: Paz seja nesta casa!

Por conseqüência, em virtude da Lei da Afinidade, os Espíritos de Luz que ali estiverem irão a todos fortalecer, de forma que não falhemos na missão que Jesus nos confiou.

 

Educação Divina

10:6 — E se houver ali um filho da Paz, repousará sobre ele a vossa Paz; se não houver, ela, a Paz, voltará para vós.” 

 

Quer dizer, não vamos nada espiritualmente perder.

Agora, se a moradia encontrar-se cheia de obsessores, possivelmente as pessoas que ali viverem não quererão conversa, mas, depois de cumprida a nossa parte, que é a de semear, os Espíritos Superiores, que são mais poderosos, saberão o que fazer (…). Mantendo a ligação com a Humanidade de Cima, não haverá dificuldade que não venha a ser superada, mesmo que numa vida posterior, porquanto a Lei Divina da Reencarnação é uma realidade*2.

Jesus, Ele pessoalmente, comparecerá, na hora aprazada por Deus, como Educador, pois no Evangelho, segundo João, 6:37 a 39, revela que:

 

“37 — Todo aquele que o Pai me confiou, virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora. 

“38 — Porque Eu desci do Céu, não para fazer a minha própria vontade, e sim a vontade Daquele que me enviou.

“39 — E a vontade de Quem me enviou é esta: que nenhum se perca de todos os que Ele me entregou, pois, pelo contrário, Eu os ressuscitarei no último dia”.

 

Advertência aos exploradores

Voltando ao Evangelho do Cristo, segundo Lucas, podemos ler:

 

“10:7 — Permanecei na mesma casa que vos houver recebido, comendo e bebendo do que eles tiverem…”.

 

Mas não é para explorar ninguém. É essencial destacar isso, uma vez que pode aparecer algum mal-intencionado pensando: — “Oba! A pretexto de pregar o Evangelho e o Apocalipse, vou encher o pandulho. Vou aproveitar-me daqueles ingênuos!”.

Aos que torpemente assim pensarem e agirem, apresento-lhes esta firme repreensão do Senhor:

 

“ — Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque fala a boca do que está cheio o coração.

“(…) Pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado” (Evangelho, segundo Mateus, 12:34 e 37).

 

Falo para Homens, Mulheres, Jovens, Crianças e Espíritos dignos. Sim, porque eles, os Espíritos, do mesmo modo se aproximam para ouvir, quando estamos juntos, comentando sobre a Boa Nova de Jesus.

E Ele próprio disse:

 

“ — Onde houver dois ou mais, reunidos em meu nome, aí estarei no meio deles” (Evangelho, segundo Mateus, 18:20).

 

Alimentação na Terra e no Céu

Já que citamos os habitantes da Pátria da Verdade*3, vale a pena demonstrar que existe uma forma de alimentação peculiar para os que se encontram no Mundo Espiritual. Por exemplo, os Espíritos, quando ainda bastante presos à matéria, muita vez se abastecem, inalando princípios vitais dos Seres Humanos, que ignoram que há vida após a Vida, ficando desse modo expostos a um covarde e cruel tipo de vampirismo levado a cabo pelos “lobos” invisíveis, de que já lhes falamos. É o que deixa em evidência o Dr.André Luiz, Espírito, na sua coleção literária ― que veio à luz por meio da mediunidade de Francisco Cândido Xavier (1910-2002) e Waldo Vieira ―, no tocante às criaturas terrenas que atraem para seu convívio espíritos inferiores que se aproveitam delas a fim de continuarem vivenciando as sensações da carne, sentindo os aparentes prazeres das comidas fortes, do fumo e/ou das bebidas alcoólicas.

Daí a feliz providência dos lares terrestres que chamam para si as Almas evoluídas, ao se manterem integrados no estudo do Evangelho e do Apocalipse do Cristo, em Espírito e Verdade à luz do Novo Mandamento do Amor, como o fazem os irmãos e irmãs de Boa Vontade, nas Cruzadas da Religião de Deus no Lar*4.

 

Cardápio alimentar diferenciado 

Mas é bom ressaltar que nas regiões mais elevadas espiritualmente, os seus habitantes fazem uso de um cardápio alimentar diferenciado, porquanto aprenderam a ciência de respirar e de absorver fluidos revitalizantes retirados da atmosfera. E é o Dr. André Luiz quem discorre sobre o assunto, no livro Nosso Lar.

Ele nos conta que ocorreu uma verdadeira rebelião na cidade espiritual onde reside, localizada nas cercanias do orbe terrestre, que veio a provocar uma revolução de costumes para certos retardatários do Mundo Invisível que se situa próximo ao Brasil. É curioso o tema, pois, em virtude de estarem acostumados alguns Espíritos ao modo de alimentação da Terra, era difícil para eles aceitarem que já não mais necessitavam das proteínas e dos carboidratos, comuns à existência terrena.

O Governador Geral daquela comunidade no Espaço comandou, então, um longo, doloroso, perseverante e enérgico processo de adaptação para, enfim, convencer aqueles cidadãos espirituais ― porém ainda dependentes dos vícios humanos ― quanto à eficiência do método alimentar mais próprio à Espiritualidade Superior. A evolução é realmente uma Lei para todos, sejam Homens, Mulheres ou Espíritos.

 

______________________

 

*1 Mídia da Boa Vontade — Composta pela Boa Vontade TV (Brasil, Estados Unidos, Canadá, México e países da América do Sul), Reeducar — Rede Educação e Futuro de Televisão, Super Rede Boa Vontade de Rádio e também pelo Portal Boa Vontade (www.boavontade.com), revistas BOA VONTADE e JESUS ESTÁ CHEGANDO!

*2 Reencarnação — Leia sobre o assunto na coleção Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, da Editora Elevação, em especial o Volume I, no capítulo “Paulo Apóstolo e a Reencarnação”.

*3 Pátria da Verdade — O mesmo que Mundo Espiritual, Mundo Invisível.

*4 Cruzada da Religião de Deus no Lar — Prática mística realizada pelos Cristãos do Novo Mandamento — adeptos da Religião de Deus, a Religião do Amor Universal — em que, em dia específico da semana, se reúnem, em torno do rádio e/ou da televisão com familiares e amigos para o estudo da Doutrina Ecumênica da Religião do Terceiro Milênio. Semanalmente, da Igreja de Deus no Lar número um, é irradiada pela Mídia da Boa Vontade a Cruzada no Lar sob o comando do Presidente-Pregador da Religião Divina.

 

Estamos montando nosso clube de assinatura. Deixe seu e-mail que informaremos assim que entrar no ar =)

Ecumenismo

Espiritualidade

Evangelho-Apocalipse

Revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!

Av. Marechal Floriano, 114 • Centro • Rio de Janeiro/RJ20080-002

(21) 2216-7851

jesusestachegando@boavontade.com

Pesquisar